Cultura & Memória

Compartilhe:  
A Zona Leste muito além do futebol
por: Setor de Comunicação do SESC Itaquera
29/01/2014
De Sarau no Parque Aquático a Concerto de Hip Hop, o Sesc Itaquera mostra a pluralidade cultural da região mais populosa de São Paulo
 
No mês de fevereiro, a programação especial A Zona Leste é o Centro traz para a unidade a Velha Guarda da Nenê da Vila Matilde, Samba da Vela, Xis, Thaíde, Rashid, Cias Oslô, entre outros artista e grupos, em uma grande homenagem à estética da periferia
 
Muito conhecida por ser a região mais populosa de São Paulo, palco da Copa do Mundo de 2014 e área de transito intenso, a Zona Leste é também um polo de cultura, e é isso o que mostra a programação A Zona Leste é o Centro, do Sesc Itaquera.
 
Com apresentações de música, teatro, contação de histórias e intervenção literária, durante todo o mês de fevereiro a unidade recebe ações representativas da estética periférica e universal dos grupos e artistas da Zona Leste de São Paulo, que extrapolam as margens da cidade e influenciam o repertório cultural de toda a população.
 
A programação musical começa com Viegas, o cantor e compositor de Guaianases, que reúne em seu repertório influências das mais diversas, indo do dub e dancehall ao raggamuffin e reggae, com fortes traços do hip hop, rock e MPB, se apresenta no dia 02/02. No dia 09/02, a Velha Guarda da Nenê da Vila Matilde se une à famosa roda de samba do bairro de Santo Amaro, Samba da Vela, em uma apresentação que conta com a participação de Emicida, Aline Calixto e Graça Braga. Engrenagem Urbana, coletivo formado por músicos inquietos e atuantes da região leste da cidade,  sobe ao palco do Sesc Itaquera, no dia 16/02, para lançar seu segundo álbum, chamado Leve Toda a Dor. Já no dia 23/02, é a vez de Xis ser o anfitrião no show A Zona Leste recebe, que conta com a presença de Thaíde, Rashid, MC Stefanie, Amanda Negra Sim, Karol de Souza, Yzalú, Rosana Bronks, Z'África Brasil e SNJ, em um verdadeiro Concerto de Hip Hop.
 
A Cia Oslô é a responsável por representar o teatro de rua da Zona Leste  nesta programação e apresenta, no dia 02/02,  o  espetáculo Para Ganhar Algum, seguido por Aluga-se um Poeta, nos dias 9 e 16/02, e Momento Histórico, no dia 23/02. Já a produção literária da região ganha destaque com o sarau O Que Dizem Os Umbigos?!!, que acontecerá no Parque Aquático da unidade, no dia 08/02, e no bate-papo A Literatura na Zona Leste, que acontece no dia 22/02.
 
Como o gosto por manifestações artísticas não tem idade, a Cia do Mar traz para o Sesc Itaquera contações de histórias com diferentes temas: Narrativas de Câmara Cascudo, dia 01/02, Histórias da Água, dia 08/02,  Cantigas do Folclore e Narrativas de Autores Brasileiros, dia 15/02, e Autores Brasileiros e as Histórias que o Povo Conta, no dia 22/02.
 
São treze diferentes apresentações na programação A Zona Leste é o Centro, que começou no mês de janeiro, em uma homenagem do Sesc Itaquera à região em que está inserido.

Serviço - Sesc Itaquera

Av. Fernando do Espírito Santo Alves de Mattos, 1000, Itaquera. São Paulo/SP
Funcionamento da unidade: De quarta a domingo e feriados, das 9h às 17h.
Acesso à unidade: de R$1,00 a R$7,00 - grátis para comerciários
Estacionamento: Preço único – R$ 7,00
Telefone para informações: (11) 2523 9200
Site:
www.sescsp.org.br/itaquera
facebook.com/sescitaquera
twitter.com/sescitaquera
 
A Zona Leste é o Centro – Programação Fevereiro
 
Música
Viegas
02/02. Domingo, às 15h
Cantor e compositor paulistano, criado na zona leste da capital, mais precisamente em Guaianases, Marcos Viegas desde pequeno manifesta seu amor pela música independentemente do gênero e suas ramificações. Viegas reúne em seu repertório influências das mais diversas, indo do dub e dancehall ao raggamuffin e reggae, com fortes traços do hip hop, rock e MPB. Influenciado tanto por heróis consagrados de nossa MPB quanto por novos nomes do cenário nacional e internacional, Viegas vive pela arte da transmissão de ideias e pensamentos por meio de suas composições. Iniciou sua carreira como vocalista da Banda Manifesto Coletivo e faz parte também do projeto Dub Del Leste, com Ivan Tchagas e o Dj Diego Rootz. Já se apresentou abrindo shows para Funk como LeGusta, Edu Ribeiro, Planta e Raiz, Ponto de Equilíbrio, Kymani Marley, Bnegão, Dj Negralha, Filosofia Reggae, entre outros. O compositor busca no cotidiano da metrópole e principalmente das periferias, a inspiração para compor letras que trazem à tona problemas recorrentes da sociedade. A prioridade continua sendo a responsabilidade que se deve ter em cada palavra dita a seu público, somada à transmissão de suas ideias e pensamentos por meio de letras marcantes. São abordadas histórias, pensamentos e sonhos de alguma forma vividos, acompanhados por trilhas sonoras que expressam com fidelidade seus sentimentos.
Local: Praça de Eventos.
Livre
 
A Zona Leste Recebe: Velha Guarda da Nenê da Vila Matilde e Samba da Vela - participação especial: Emicida, Aline Calixto e Graça Braga
09/02. Domingo, às 15h
A Velha Guarda da Nenê da Vila Matilde é uma das mais tradicionais escolas de samba da cidade de SP se une à famosa roda de samba do bairro de Santo Amaro, Samba da Vela,  promovendo, junto à participação de Emicida, Aline Calixto e Graça Braga, uma celebração ao samba e à sua importância para a cultura brasileira.
Local: Palco da Orquestra Mágica.
Livre

Engrenagem Urbana - Show de lançamento do álbum Leve Toda a Dor
16/02. Domingo, às 15h
Originário da Zona Leste de São Paulo, o coletivo é formado por músicos inquietos e atuantes, caracterizado pela ousadia de levar ao palco as diversas influências do grupo. Mesclando o hip hop de Samuel Porfírio e suas letras de cadência poética, com a voz poderosa de Maria Elvira e suas influências que vão do samba ao jazz, o grupo conta ainda com Thiago Rocha na percussão e MPC, Kiko de Sousa nos teclados e Nenê Caetano no baixo e na guitarra. O coletivo vem marcando presença na cena paulistana, abrindo shows de nomes importantes do cenário musical como Arnaldo Antunes e o rapper Emicida, além de apresentações em diversos espaços da Grande São Paulo. Esse show marca o lançamento do segundo disco do grupo. 
Local: Tenda da Praça de Eventos.
Livre
 
A Zona Leste Recebe – Xis, Thaíde, Rashid e convidados - Concerto Hip Hop
23/02. Domingo, às 15h
O berço do hip hop brasileiro é São Paulo, onde surgiu com força nos anos 1980, dos tradicionais encontros na Rua 24 de Maio e no Metrô São Bento. A Zona Leste, assim como as demais regiões periféricas da cidade, tem papel importante na manutenção e reinvenção do movimento, que marca de forma indelével a vida da juventude nas áreas deslocadas do centro.  Neste show especial, celebrando a cultura das periferias, o anfitrião Xis, representando a Zona Leste, comanda a festa com Thaíde, Rashid, MC Stefanie, Amanda Negra Sim, Karol de Souza, Yzalú, Rosana Bronks, Z'África Brasil e SNJ em um autêntico tributo ao hip hop. 
Local: Palco da Orquestra Mágica.
Livre
 
Teatro
Para Ganhar Algum - Cia Oslô
02/02. Domingo, às 13h
Dois ambulantes encontram um nariz de palhaço numa lata de lixo e decidem se transformar em artistas, sem perceber que o hábito que faz o monge é o hábito da constância. Com muita música e humor, as figuras e situações vão surgindo em ritmo frenético, sempre a perseguir o ideal e sendo perseguidos pelo real, só parando para que o público possa respirar e refletir, por trás do riso e mostrar que, entre uma gargalhada e outra, que por pior que tudo se apresente, no fundo vale a pena estar neste carrossel louco da existência. 
Local: Tenda da Praça de Eventos.
Livre
Ficha técnica:
Texto e direção: Vlamir Camargo
Elenco: Hesley Borragini, Valquiria Gama e Dêni Carvalho.
Figurinos: Cia Oslô
Preparação corporal: Valquiria Gama
Músicas: Vlamir Camargo
Arranjos: Vinícius Marques
 
Aluga-se um poeta - Cia Oslô
09 e 16/02. Domingos, às 13h
Um estranho camelô aparece vendendo cabeças de poetas sobre um tabuleiro, prometendo se tratar de um produto muito melhor que as modernidades descartáveis que se revezam num ritmo impressionante, como fitas k7, CDs, DVDs, Blu-rays e Xbox.  O espetáculo é um mosaico de situações, uma colcha de retalhos mutante, onde esquetes vão se encaixando para formar uma cena maior, sempre refletindo o drama cotidiano que é a necessidade do ser humano em elevar a alma e atender as necessidades do corpo. 
Ficha técnica:
Texto e direção: Vlamir Camargo
Elenco: Hesley Borragini, Valquiria Gama, Dêni Carvalho e Renato Reis
Figurinos: Cia Oslô
Preparação corporal: Valquiria Gama
Músicas: Vlamir Camargo
Local: Tenda da Praça de Eventos.
Livre

Momento Histórico - Cia Oslô
23/02. Domingo, das 13h às 14h
Três personagens contam os principais eventos históricos ocorridos no Brasil, como a época das grandes navegações do século XV, o caminho dos europeus até o oriente em busca das especiarias, o surgimento da burguesia na Europa, o descobrimento da América e do Brasil, o tratado de Tordesilhas e a Independência do Brasil. Entre gags circenses, informação e música, a plateia aprende e se diverte do começo até o fim.
Local: Tenda da Praça de Eventos.
Livre
Ficha técnica:
Texto e direção: Vlamir Camargo
Elenco: Hesley Borragini, Valquiria Gama e Renato Reis
Figurinos: Vlamir Camargo e Aline Guimarães
Adereços: Aline Guimarães e Ivan Leandro 
Preparação corporal: Valquiria Gama
Arranjos: Vinícius Marques
 
Literatura
intervenção
Sarau na Piscina - com o sarau O Que Dizem Os Umbigos?!!
08/02. Sábado, às 12h
O Sarau O Que Dizem Os Umbigos?!! surgiu de conversas e debates sobre a importância de atividades culturais frequentes e permanentes na Casa de Cultura do Itaim Paulista. Desde o início o grupo optou por um formato de sarau aberto a todo tipo de manifestação artística, incluindo apresentações de dança, música, intervenções, poesia, contos rápidos, contação de histórias, teatro, exposições de artes plásticas e artesanato e tudo o mais que a arte permitir. Nesta edição especial o sarau invade o Parque Aquático para levar um pouco desse conceito ao público do espaço.
Livre
 
bate-papo
A Literatura na Zona Leste
22/02. Sábado, às 15h
A literatura marginal ou periférica começou a ganhar atenção dos teóricos há pouco mais de uma década, mas quase sempre tratada sob o ponto de vista do intelectual. Nos últimos anos a cultura da periferia começou a ser ouvida por meio de outras vozes, comprometidas com seus locais de fala e que ecoam experiências vividas. Neste bate-papo o Sesc traz autores e personagens comprometidos com a cultura da Zona Leste para uma conversa aberta e informal, visando apresentar um panorama da produção literária da região. 
Mediador: Inácio Pereira, Coordenador do Núcleo Arteculturação e Programação Cultural da Fundação Tide Setubal, responsável pela organização e realização do Festival do Livro e Literatura de São Miguel.
Convidados: 
Andrio Cândido é ator, professor, escritor, poeta e produtor cultural. Fundador do Coletivo Cultural Marginaliaria que organiza saraus e intervenções artísticas na região.
Sacolinha (Ademiro Alves de Sousa) é escritor, autor de romances e livros de contos. Desenvolve também projetos de palestras sobre literatura em escolas públicas do estado de São Paulo.
Rodrigo Ciríaco é educador, escritor e coordenador do coletivo cultural os Mesquiteiros. Organiza também o evento Biqueira Literária, para apresentação de obras de escritores independentes. 
Local: Café Aricanduva.
Livre
 
Criança
contação de histórias
Narrativas de Câmara Cascudo  - Cia do Mar
01/02. Sábado, às 13h
O grupo apresentará as narrativas, de Luis Câmara Cascudo:
O Marido da Mãe d’Água: um pescador se encontra com uma sereia na praia e se casa com ela.
Os Compadres Corcundas: dois compadres corcundas, um rico e outro pobre, se embrenham na floresta atrás dos versos de um povo que pode enriquecer qualquer pessoa.
O Papagaio Real: duas irmãs moram juntas, uma é boa e a outra é má. A irmã boa, todos os dias, recebe a visita de um papagaio que se transforma em um príncipe encantado e os dois namoram. Quando a irmã má descobre o segredo da outra irmã, ela prepara um feitiço para acabar com o namoro.
Local: Tenda da Praça de Eventos.
Livre

Histórias da Água - Cia do Mar
08/02. Sábado, às 13h
O grupo apresentará as histórias:
A Criação da Lagoa Tafununu (Lenda da tribo Kuikuro) - narra a criação da lagoa Tafununu que abastece de água limpa, alimento e conforto, os índios da tribo Kuikuro. 
A Serpente Arco-Íris (folclore indígena da Guiana Francesa) - narra como a serpente Arco-iris deu cor a todos os pássaros da floresta amazônica. 
A lenda da Vitória-Régia (literatura indígena) narra como a índia Naiá se apaixona pelo Luar e com a ajuda dele, se transforma em uma estrela da água, a planta Vitória-Régia.
Local: Tenda da Praça de Eventos.

Livre

Cantigas do Folclore e Narrativas de Autores Brasileiros - Cia do Mar
15/02. Sábado, às 13h
Apresentação de histórias e cantigas do folclore brasileiro:
Canção cearense: Ora meu Cavalo é Piancó (Domínio público)
Narração: O Cavalinho Branco (Cecília Meirelles) - Poema que narra a história de uma cavalinho branco que trabalha muito o dia todo e de noite descansa entre as flores.
Canção do folclore: Borboleta Pequenina
Narração: Romeu e Julieta (Ruth Rocha) - Romeu é uma borboleta azul e Julieta é uma borboleta amarela. Os dois vivem em um país onde as cores não se misturam, mas tudo muda quando os dois se conhecem. 
Narração: O Rei que Não Tinha Orelhas - Um rei não tem orelhas e a única pessoa que sabe do fato é o barbeiro que corta seus cabelos. Quando o barbeiro morre o rei precisa encontrar um barbeiro que saiba guardar segredo para voltar a ter seus cabelos cortados.
Local: Tenda da Praça de Eventos.

Livre
 
Autores Brasileiros e as Histórias que o Povo Conta - Cia do Mar
22/02. Sábado, às 13h
Apresentação das histórias:
O Príncipe Pássaro, de Luzia Teresa dos Santos, baseada no folclore nordestino que narra como um príncipe, que gostava muito dos passarinhos, um dia acorda encantado em forma de pássaro. O encanto só será quebrado com a ajuda de uma menina criada pelos pássaros.
Os Contos de Enganar a Morte, de Ricardo Azevedo. Zé Malandro é um sujeito que sabe levar a vida e quando ele encontra uma velhinha que, por meio de um encantamento, pode satisfazer seus desejos, ele pede coisas que o ajudam a ludibriar a morte, vivendo eternamente.
O Macaco e a Velha, de domínio Público, em que uma velha pede uma ajuda para um macaco porque não consegue colher bananas. O macaco come as bananas boas e joga as bananas podres na velha, que após o ocorrido trama uma vingança. 
Local: Tenda da Praça de Eventos.

Livre


Warning: mysql_fetch_array(): supplied argument is not a valid MySQL result resource in /home/zonalest/public_html/noticias.php on line 438


Mais notícias relacionadas a Cultura & Memória

• Show Maria Bethânia - Sesc Itaquera - Domingo Dia 11/09/2016
• Festejos de São Miguel Paulista - Setembro de 2016
• Sepultura faz show gratuito no SESC Itaquera - Domingo dia 21/08/2016
• Aniversário de São Miguel Paulista - 393 anos
• 37ª Festa Das Cerejeiras do Parque do Carmo




Deixe seu comentário